Carrinho (0) Fechar

No products in the cart.

Carrinho (0) Fechar

No products in the cart.

Carrinho (0) Fechar

No products in the cart.

produtos apostolado

Círio Pascal Trigo 60x10 cm

R$325,00

SKU: 9339-SP-TRIGO60

Fora de estoque

galeria de fotos

avaliações dos clientes

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Círio Pascal Trigo 60×10 cm”

descrição

Quando a luz vai despontando devagarinho ao amanhecer, dá aos poucos forma, cor, brilho, esplendor, movimento e vida à toda a criação. Ela vai dissipando as trevas e fecundando o cosmos, cumulando tudo de energia e vida. Tocados(as) pela magia da luz, podemos brilhar de novo. Nascer, discernir, transfigurar… é vir à luz, receber luz…

Na liturgia, os simbolismos “luz-chama”, “iluminar-arder” quase sempre são encontrados juntos. Usa-se acender velas todas as vezes que a comunidade se reúne para celebrar.

Dados históricos da liturgia da luz

Em meio a todos os simbolismos decorrentes da luz e do fogo, o Círio Pascal é a expressão mais forte por causa da riqueza de significados colhidos das raízes bíblico-judaicas. Lembra a luz da páscoa judaica que é celebrada na primeira lua cheia da primavera, como também a bênção da luz que a mãe fazia ao acender as velas da noite do sábado, nas famílias judaicas.

O fogo, a luz na noite pascal, sempre estiveram presentes na liturgia cristã, mesmo que não de modo uniforme em todas as regiões. O uso da bênção do fogo é de origem irlandesa, certamente uma cristianização de um costume pagão de acender uma fogueira na primavera, a fim de obter da divindade uma rica colheira dos frutos a terra.

Os cristãos, para iluminar as basílicas, acendiam um fogo, do qual extraíam luz. Esse rito é oficializado no século XII, porém, ainda predomina a dimensão folclórico-religiosa dos países do norte. é importante destacar que, na liturgia cristã, sempre houve a preocupação de iluminar a noite pascal com muitas luzes.

Quanto ao uso do círio pascal, houve, no decorrer da história, diferentes maneiras de usá-lo, até chegarmos ao costume atual. A proclamação da páscoa ou o Exulte aparecerá, sob diversas formas, apenas no fim do século IV. É assim intitulado devido à palavra que se inicia “Exulte o céu…”. Certamente, o ritual do acendimento do Círio Pascal e saudação da luz dos primeiros tempos do cristianismo, realizado no fim do dia, deve ter influenciado este belo hino altamente poético, que utilizando imagens bíblica, canta uma ação de graças as maravilhas operadas por Deus em todos os tempos e lugares.

O Círio Pascal é memorial da Páscoa. Ele possui uma pura fonte de luz. Aos poucos vai queimando e iluminando, exprimindo uma vida inteiramente consagrada ao amor, único e total. As velas choram enquanto iluminam. Para brilhar elas se gastam e morrem aos poucos. Dessa forma, nos sinais sensíveis do Círio Pascal, da noite da escuridão para claridade, dos gestos, cantos… aparece a outra realidade, isto é, fazemos a experiência da plenitude da alegria pascal, que se manifesta pela presença do Cristo ressuscitado, aniquilador da morte e fonte eterna de luz, que clareia as nossas trevas e que nos arranca da morte, dando-nos vida em plenitude.

O Círio Pascal será aceso em todas as celebrações do tempo pascal até a festa de Pentecostes, o cume da Páscoa. É aceso também nas celebrações batismais. O foto novo acende as velas de todos (as) os (as) batizados (as) para que caminhem na vida iluminados (as) pro Cristo, como filhos (as) da luz (1Tessalonicenses 5,5). Também por ocasião da morte de um cristão, suas chamas iluminam. Este dois momentos da vida explicitam mais claramente a passagem pascal: da morte para a vida. Há comunidades que costumam acendê-lo nas celebrações dominicais (menos no Advento e na Quaresma), pois a cada Domingo celebramos a Páscoa Semanal.

Lembretes:

O Círio Pascal é renovado a cada Páscoa e colocado perto do altar ou da mesa da Palavra.

Na celebração, o sinal sensível do círio aceso, carregado de gestos, palavras, cantos, incenso, realizado com profundidade e intensidade nos ajudará a fazermos a experiência da passagem das trevas para a luz, da escravidão para a liberdade, da morte para a vida.

Cuidar para que sempre apareça a chama.

No Círio Pascal não é bom colocar a imagem do Ressuscitado ou muitas decorações que ofusquem o seu sentido.

Peso e dimensões abaixo podem se referir à embalagem do produto.

políticas

comentários

formas de pagamento

Cartão de Crédito

Pagamento seguro através do PagSeguro em 3x sem juros ou até 12x com acréscimo.​

Boleto Bancário​

À vista ou parcelado em até 4x.

Transferência Bancária

Entrega Nacional

Envio para todo o Brasil.

R$325,00

SKU: 9339-SP-TRIGO60

Fora de estoque

coleções

apostolado litúrgico

Commercial delivery

Produtos

vestuário